Ir para o conteúdo
ou

Navegação

Tela cheia

Política de Participação Social na Consulta "Gamificando o Participa.br"

3 de Fevereiro de 2015, 22:00 , por Grazielle Machado - 0sem comentários ainda | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 53 vezes

Consulta Pública sobre gamigicaçao da Participação Social

A consulta pública sobre gamigicaçao da Participação Social, realizada no Participa.br, estará disponível de 3 a 28 de fevereiro (à meia-noite) de 2015. A participação na consulta é aberta para qualquer cidadão brasileiro e pessoas de outras nacionalidades, respeitando os seguintes requisitos:

1) Para votar não é necessário nenhum cadastro, bastando apenas acessar o site da consulta (participa.br/participacaosocial) ou em qualquer módulo de votação do Participa.br incorporado em site parceiro da consulta pública.

2) Não há limite de votos por pessoa. A cada escolha na tela de votação da consulta o voto será computado. Para encerrar o processo de votação basta sair da tela correspondente.

3) É possível enviar uma proposta, na área designada, cujo texto poderá conter, no máximo 160 caracteres. A consulta tem apenas uma pergunta, podendo qualquer usuário cadastrado contribuir com quantas propostas quiser.

4) Para enviar propostas é necessário se cadastrar na plataforma Participa.br. Alguns dados pessoais serão requeridos como nome e e-mail, por exemplo. Esses dados serão utilizados para contato posterior a consulta, caso sua proposta seja uma das melhores classificadas durante o processo de votação. Conforme nossos termos de uso, os dados com restrição de privacidade definida pelo Usuário só poderão ser utilizados pelo Portal da Participação Social de forma agregada e anônima para fins de pesquisa.

5) As propostas serão moderadas pela Secretaria-Geral da Presidência da República. O prazo de publicação de uma proposta é de, no máximo, 48h.

6) Não serão validadas propostas que contenham os seguintes conteúdos:

  1. a) conteúdo ofensivo, palavras de baixo calão;
  2. b) conteúdo proveniente de Spams ou correntes da internet sem referência ao tema consultado;
  3. c) propaganda que configure alguma relação político-partidária ou eleitoral;
  4. d) citações à empresas privadas ou qualquer marca que também configure propaganda.
  5. e) conteúdo preconceituoso (religião, gênero ou outros);
  6. f) que não se enquadrem dentro do eixo temático da consulta pública.

7) Propostas que tratem do mesmo tema poderão ser agrupadas. Nessas hipóteses, o texto da proposta respeitará a ordem das proposições sendo preservado o texto da proposta mais antiga. Para estes casos a equipe de mediação da Secretaria-Geral da Presidência da República poderá elaborar redação que compile todas as sugestões  aglutinadas. Todos os autores vinculados serão considerados co-autores de igual importância.

8) O participante declara, desde já, ser de sua autoria as propostas enviadas. Também transfere para a Secretaria-Geral da Presidência da República os direitos de utilização, publicação e reprodução.

9) Serão consideradas propostas selecionadas as 3 primeiras propostas que forem mais priorizadas no processo de votação.

10) O processo de priorização de propostas é calculado a partir do score que cada proposta recebe a partir da votação. A metodologia é baseada na plataforma PairWise e All Our Ideias, cujas propostas iniciam com 50 pontos e podem chegar no máximo a 100 pontos (mais priorizada) e no mínimo a 0 pontos (menos priorizada). Mais detalhes sobre o método de escolha e votação podem ser conferidos em www.allourideas.org e AQUI.

11) Os autores das 3 propostas selecionadas serão contatados via e-mail, a partir do endereço cadastrado na plataforma participa.br, até cinco dias após a finalização da consulta pública. Não será enviada correspondência, nem serão feitas ligações para avisar. Os resultados também serão publicados no Participa.br.

13) A participação na consulta é aberta a todos os nascidos no território brasileiro. Os participantes menores de 18 anos que tiverem suas propostas entre as mais priorizadas, deverão comparecer acompanhados de seus pais ou responsável.

14) A participação no evento é pessoal e intransferível. Não pode ser trocada ou convertida.

15) A Secretaria-Geral da Presidência da República não se responsabilizará por quaisquer atos pessoais que os participantes venham a comenter durante o evento e que possam afrontar às leis do nosso país.

16) A Secretaria Geral da Presidência se reserva o direito de ampliar ou diminuir o prazo da consulta pública sem aviso prévio aos participantes.

17) Os autores que enviam propostas concordam, a partir do momento do cadastro, que seus nomes podem ser divulgados como “participantes”, sendo preservados quaisquer outros dados pessoais, para uso restrito da Secretaria Geral da Presidência.

18) Casos omissos serão julgados pela comissão organizadora da consulta composta por membros da Secretaria Geral da Presidência da República.

19) Dúvidas, reclamações ou observações devem ser enviadas para o endereço participa@presidencia.gov.br.


Tags deste artigo: gamificação participação social consulta participabr

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Construção da Política e do Compromisso Nacional para a Participação Social

O Governo Federal reconhece a participação social como um ingrediente essencial de sua forma de governar. No seu dia a dia, o governo está comprometido em ouvir e dialogar com a sociedade civil, tanto em espaços formais - conselhos, conferências, ouvidorias e audiências públicas - como em plataformas digitais e redes sociais. Além de garantir instâncias permanentes de diálogo, o governo entende que a participação da sociedade é fundamental na concepção, execução e acompanhamento de políticas públicas.


Pesquisa sobre Participação Social: Balanço e Perspectivas

Nos dias 27 e 28 de novembro será realizado, em Brasília, o Seminário "Pesquisa sobre Participação Social: Balanço e Perspectivas". O evento é uma parceria entre a Secretaria-Geral da Presidência da República, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada.


Encontro da Participação Social

Nesta quarta-feira, 18/06/2014, às 15h, será realizado mais um encontro entre governo e sociedade civil sobre a Política Nacional de Participação Social (PNPS), no Palácio do Planalto (4º andar, sala 98). Trata-se de um encontro entre o ministro Gilberto Carvalho, ativistas, jornalistas e blogueiros. A PNPS reconhece, como um dos princípios, que todo cidadão tem direito à participação social. Ela foi lançada no dia 23 de maio, durante a Arena da Participação Social, em Brasília.