Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Amazonas sedia reunião preparatória para 1ª Comigrar

25 de Fevereiro de 2014, 7:04 , por Ana Célia Costa - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 102 vezes
Comigrar am

A Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad) realizou, na manhã desta sexta-feira (21), no miniplenário da Elizabeth Azize da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), a reunião preparatória para a 1ª Conferência Nacional sobre Migrações e Refúgio (Comigrar).

Representantes da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia, Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejus), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam) participaram da reunião, que foi realizada via videoconferência com o Ministério da Justiça, para tratar dos preparativos da etapa nacional sobre migrações e refúgio prevista para acontecer até o primeiro semestre deste ano, em São Paulo.

Segundo a representante da Semtrad, Lilian da Silva Alves, esse momento é o de reunir forças para tratar de uma política nacional de assuntos relacionados aos refugiados e imigrantes que estão vindo para o Brasil, aos que chegam no Estado do Amazonas e consequentemente na cidade de Manaus.

“Os haitianos são um exemplo bem claro de que precisamos ter uma política para dar um amparo melhor, quer seja na educação, saúde e trabalho, proporcionando emprego e renda,  assim como no recebimento dessas pessoas que chegam quase todos os dias em Manaus, bem com o tráfico de pessoas, devido a nossa região fronteiriça” lembrou.

O representante da Sejus, Cícero Cristiano, destacou que o Governo do Estado firmou uma parceria com a Prefeitura Municipal entre a Sejus e Semtrad, para que possam organizar a conferência sobre Migração e Refúgio com objetivo de criar políticas públicas para pessoas que vem de outros países em busca de melhor qualidade de vida.

“Hoje, temos em nosso Estado um fluxo muito grande de imigrantes. Não são somente haitianos por aqui. Portugueses, espanhóis e cubanos também vem para o Amazonas e nós, precisamos dar para eles as mesmas garantias dadas aos nacionais, uma vez que trata-se de uma garantia Constitucional, como direito a educação, alimentação, lazer, entre outros”, afirmou Cícero, observando que o objetivo da reunião é exatamente para debater quais as ações que , a longo e médio prazo, os governos estaduais, Federal e Municipal deverão estar trabalhando em prol dessas pessoas.

Fonte: Aleam 


Categorias

Governo e Política
Tags deste artigo: migrações comigrar política amazonas

0sem comentários ainda

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.