Ir para o conteúdo
ou

 Voltar a Na mídia
Tela cheia Sugerir um artigo

Arena da Participação Social reúne ‘agentes da mudança’ em Brasília

28 de Maio de 2014, 17:07 , por Ana Célia Costa - 1Um comentário | Ninguém está seguindo este artigo ainda.
Visualizado 56 vezes

Nos cantos mais remotos do Brasil, eles constroem uma verdadeira teia, uma rede de sustentabilidade social. Esta é a descrição dada por Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, aos integrantes de centenas de projetos que ajudam o Brasil a avançar nas conquistas dos Objetivos do Milênio. Ele discursou na noite desta quarta-feira (21) na abertura da Arena da Participação Social, evento que reúne representantes da sociedade civil, gestores públicos, especialistas e convidados internacionais. 

A noite começou com homenagens a empresas que ajudam a financiar parte das ações voltadas à melhoria da qualidade de vida de moradores de regiões como a Amazônia. Entre elas estavam as estatais Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Eletrobras e Petrobras, que receberam placas comemorativas. O secretário nacional de Relações Político-Sociais e coordenador do Prêmio ODM Brasil, Wagner Caetano, também foi homenageado. 

Uma das participantes da abertura foi Beatriz Barbosa, do Coletivo Intervozes. Aplaudida de pé diversas vezes durante sua fala, ela defendeu a construção cotidiana de políticas públicas com a ajuda da sociedade civil. “A participação social não pode depender do apreço de governantes. Este [o evento] é um espaço para saudar o que conquistamos, mas também para construir novas alianças. ainda temos muito chão pela frente”, disse.

Sobre a participação social que dá nome ao evento, um dos pontos recorrentes nos discursos foi o crescimento de protestos populares no Brasil. Beatriz mostrou preocupação com a possível criminalização desse tipo de manifestação. “Iria contra o direito de expressão˜, declarou. O ministro Gilberto Carvalho também lembrou a ida da população às ruas e redes sociais como o reaparecimento de um “palco de importantes mudanças”. “Arenas como essa são fundamentais para sabermos quais práticas devemos adotar e adotar a participação social como método de governo”, disse.

A Arena da Participação Social segue até sexta-feira, em Brasília. No dia 23 de maio, às 10 horas, será realizada a cerimônia de entrega da 5ª edição do Prêmio ODM Brasil, que reconhece as melhores práticas de gestão municipal e de organizações da sociedade civil que contribuem para o alcance das Metas do Milênio, a melhoria da qualidade de vida da população e as transformações sociais do país. Nesta edição, o Prêmio ODM Brasil recebeu 1.090 práticas inscritas – sendo 804 de organizações e 286 de prefeituras.

Os 30 premiados foram escolhidos por um júri de especialistas, com base nos seguintes critérios: contribuição para o alcance dos ODM; caráter inovador; possibilidade de tornar-se referência para outras ações similares; perspectiva de continuidade ou replicabilidade; integração com outras políticas; participação da comunidade; existência de parcerias; e manutenção da qualidade nos serviços prestados.

Na 5ª edição foram realizados seminários em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, além de seminários regionais, com o objetivo de estimular gestores públicos, organizações sociais e a população em geral a desenvolver e inscrever projetos alinhados com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, disseminar a política de municipalização dos ODM e divulgar a 5ª edição do Prêmio ODM Brasil.

Os 8 Objetivos do Milênio foram assinados em setembro de 2000, por representantes de 191 Estados Membros da Organização das Nações Unidas (ONU), incluindo 147 Chefes de Estado. Intitulado de Declaração do Milênio, considerado o mais importante compromisso internacional em favor do desenvolvimento e da eliminação da pobreza e da fome no mundo. Os oito ODM definidos pelas Nações Unidas, a serem alcançados até 2015, referem-se ao combate à pobreza e à fome, e à promoção da educação, da igualdade de gênero e de políticas de saúde, saneamento, habitação e meio ambiente.

 

Fonte: Portal Amazônia


Categorias

Governo e Política
Tags deste artigo: arena da participação social participa.br odm

1Um comentário

Enviar um comentário

Os campos são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.